KIZOMBA


Ritmo africano dançado a par que viu a sua origem em Angola nos anos 80. É um ritmo moderno e apaixonante. Há Kizombas cantadas em português, por angolanos, mas principalmente, em crioulo de Cabo Verde. Os caboverdianos chamam a isto passada. Na origem da Kizomba encontra-se a Semba e a Coladera, que se fundiu posteriormente com o Zouk. O Zouk diferencia-se da Kizomba por ser cantado em francês, sendo originário das Antilhas.

FUNÁNÁ

Forma musical originária da ilha de Santiago, Cabo Verde, tocada com acordeão. Diz-se que a origem do termo vem de um homem que se chamava Funa e tocava gaita e de uma mulher chamada Nana que tocava “ferrinhos”.

KUDURO


Ritmo muito em voga em Luanda na segunda metade dos anos 90, próxima do “break” e do “rap”. É uma dança divertida e dinâmica, onde imana o calor, a força e a alegria dos ritmos africanos. Hoje em dia a progressiva satisfação das batidas não passa para as palavras. Como em outros exemplos desta musica de rua, o que interessa é a forma como tudo é dito e dançado. É musica para dançar e não para pensar.

semba

Semba é um género de música e de dança tradicional de Angola que se tornou muito popular nos anos 50. A palavra semba significa umbigada em kimbundo. Numa tradução livre, a palavra Semba representa “o corpo do homem que entra em contato com o corpo da mulher ao nível do barriga”